Entendo Layouts

Olá pessoas, hoje vamos falar de um assunto bem legal Layouts. Ele compõe a parte visual de uma aplicação android. Entender bem seu funcionamento faz parte do processo e ajuda muito na hora de desenvolver. Primeira coisa a ser entendida é o que é um Layout?

Bom o layout é um arquivo em formato xml que através de “tags” podemos incluir os elementos gráficos que queremos que nossa tela contenha. Cada tag, que é referente a um elemento do layout, pode conter dezenas de atributos tais como margens, espaçamentos entre o item anterior e posterior, alinhamentos, textos, id (que falaremos em seguida), dentre vários outros atributos.

Na imagem abaixo podemos ver como a tela ficou com as tags e os atributos de cada elemento. Só para termos uma ideia.

Entendo layouts
Entendo layouts

Existem atributos que serão aplicáveis em diversos componentes, e outros atributos que serão específicos de um componente. Como eu disse anteriormente, para entender bem os layouts é preciso ir um pouco mais fundo. Todos componentes gráficos herdam de uma classe chamada View (android.view.View), que é nativa do Android. Todos os gerenciadores de layout também herdam desta classe. Cada subclasse de View deve implementar o método onDraw(canvas) que é o método responsável por desenhar os componentes na tela. Então existe uma separação: widgets são os componentes gráficos como textos, imagens, edittext, entre outros. E existem os gerenciadores de layout, que são tipos de layouts aplicados a um arquivo de layout, como LinearLayout, RelativeLayout, FrameLayout, que serão responsáveis por armazenar os widgets.

Cada gerenciador de layout se comporta de forma específica e possui finalidades muitas vezes diferenciadas dos outros. O LinearLayout por exemplo é aplicável quando se quer um alinhamento horizontal/vertical entre os widgets, por exemplo, um formulário de cadastro fica melhor se for feito em um layout Linear. Já o RelativeLayout é aplicável quando se quer deslocamentos diferenciados entre um componente e outro. E o relative layout permite também relações de componente para componente, ou seja, você pode alinhar um texto embaixo de um outro texto, somente comparando estes dois. Falarei nos próximos posts como é o comportamento de cada um. Geralmente o que se aplica num app é a utilização de vários gerenciadores de layout, já que através das tags, você pode determinar que em certo “pedaço” da tela haja um tipo de layout diferente do restante da tela. Assim conforme a necessidade, vamos gerenciando nossa tela com o layout apropriado para cada situação, por isso é bem interessante entender cada um.

E se a questão layout estiver bem entendida, será muito mais fácil adaptar o layout para cada tipo de tela, já que no Android existem muitos devices com tamanhos diferenciados.

Até a próxima.

Anúncios

Criando uma simples Aplicação Android

Oi , Oi, Oi pessoas. Então hoje vamos falar um pouco do que é preciso para criar uma simples aplicação Android. Começando então pelo início, ao abrir seu Android Studio você vai ver a seguinte tela:

create_new_project
Criando um novo Projeto

Depois disso precisamos dar um nome ao projeto e o nome que o pacote terá. O Google Play, ou seja, a loja onde você publica os seus apps Android na verdade salva pelo nome do pacote, ou seja, se você colocar um nome de pacote que já exista lá, terá de mudar futuramente para poder publicar, portanto é bem interessante que já se escolha um nome que não terá duplicado. Geralmente indica-se para que o nome do pacote da aplicação seja o domínio (site) ao contrário e em seguida o nome da aplicação, como por exemplo, meu projeto seria net.paulacr.MeuApp.

Nomeando a aplicação
Nomeando a aplicação

Depois disto precisamos selecionar o tipo de projeto, se será para smartphones/Tablets, para TV, ou Android Wear. Nesta tela também selecionaremos a mínima versão que nossa aplicação estará disponível. Como podemos ver na figura abaixo.

Escolha do tipo de projeto e SDK
Escolha do tipo de projeto e SDK

Feito isso agora podemos escolher o tipo de projeto que queremos, se é uma activity em branco, ou uma tela de mapa. Vale ressaltar o seguinte, esta escolha está valendo somente para a primeira tela a ser criada, o que poderia ser usado uma activity em branco e depois, codificando-a, fazer ela se tornar uma activity de mapa.

Escolha do tipo de activity
Escolha do tipo de activity

Por fim a última tela, onde colocamos nome para esta “primeira” activity que já irá aparecer. Podemos também colocar qualquer nome e modificá-la futuramente.

type_name_of_activity
Nomeando as activties

E por último temos nosso projeto pronto para começar. Percebam na figura abaixo, que o Android Studio já cria algumas coisas para gente de forma automática. Temos também à esquerda toda a estrutura do projeto e no próximo tutorial vamos começar a fazer aplicações na prática, que dará maior visibilidade de como tudo funciona.

Até mais!!!!

MyFolioApp – Meu currículo e Portfólio em uma Aplicação Android

MyFolioApp – Meu currículo e Portfólio em uma Aplicação Android

Disponível para download em 

https://play.google.com/store/apps/details?id=com.cvpaula

screen_1_home

Meu Currículo e Portfólio numa App Android: essa era a minha ideia para este aplicativo. Ideia que surgiu da necessidade de demonstrar que já possuo conhecimento da plataforma Android, para posteriormente enviar para empresas de desenvolvimento mobile.

O fato de ter atuado profissionalmente como projetista me fazia pensar que em um currículo em formato doc era difícil demonstrar meus conhecimentos de desenvolvimento Android. O aplicativo encontra-se disponível para download no link citado no topo deste post.

screen_6_actionbar

Na verdade, até agora, o feedback têm sido positivo, tenho recebido alguns elogios pela aplicação, claro que há coisas a serem melhoradas, mas esta foi a minha primeira aplicação, e justamente, este era o objetivo apresentar pelo menos um conhecimento básico de android nesta app.

Caso tenha interesse, faça download dela e me dê seu feedback, que aliás é muito importante, auxilia no meu crescimento profissional e me faz melhorar cada vez mais.